Archive for the ‘aulas’ Tag

O tempo não existe…

Isso mesmo. Esqueçam o tempo absurdo que fiquei sem atualizar. Porque, afinal, o tempo não existe. Se ele não existe, eu posso inventá-lo. Hoje é 2 de janeiro, e eu tenho novidades pra cacete.

Brinks. Na verdade eu viajei na velocidade da luz por um tempo. Por isso o blog ficou abandonado. Na verdade, todos viajamos! 12 de fevereiro? Que brincadeira é esta…Bom. Como eu havia dito, tenho umas novidades interessantes e um conselho a dar aos amigos leitores, e como eu sei que muitos são nerds vegetativos, preciso lhes dar esse WARNING:

Fiquem longe do jogo World of Warcraft. Foi esse troço que me tragou o mês de janeiro inteirinho, me fez esquecer o tempo, o espaço, me fez viajar na velocidade da luz…enfim. Trata-se de um jogo manipulador que a Blizzard criou pra arrecadar dinheiro de uma galerinha esperta que não faz nada da vida além de jogar, e também para destruir lares bem estruturados, vidas sadias e interação social entre os macacos.

Embora eu esteja dando esse conselho…eu não vou parar de jogar. Só estou falando isso pra manter os noobs afastados dos servers e não sobrecarregar, dá muito lag, atrapalhando grinding/questing/instances. Além do mais, noob é noob, e enche o saco. Ditto? Não jogue. ÇOME DAKI.

PÓREM, se você que estiver lendo não for um noob, tiver mais de 15 anos, estiver pronto pra abandonar uma parcela significativa da sua vida e levantar um alicerce viril do desenvolvimento nerdal para todo o sempre, acesse: http://www.wow-brasil.com/zohar/ e, por favor, ME WHISPA.

Outro assunto de suma importância é que minhas aulas começaram ontem. Estou estudando de noite, agora traçando parábolas pro caminho de volta pra casa, passando por lugares onde eu possa reduzir pelo menos 33% da marginalidade do centro da cidade às 22:00. Sem falar que nossa turma juntou com a da noite, a típica turma dos engomadinhos que falam pra cacete e fazem 30 minutos de pergunta após a professora explicar 20 minutos de matéria. É dose. Eu sei que pesquisador tem que ter o dom da dúvida, da pergunta e da crítica. Mas excessividade de dúvida, pra mim é burrice. O maior do de um pesquisador é…pesquisar. Sacas? ”Eu dou aos meus alunos o maior presente que lhes poderia dar como professor: a oportunidade de aprenderem sozinhos”, disse uma professora minha.

Enfim…é isso. Tô de volta, eu acho.

Anúncios